Imagem da lateral da busca
Limpa os float da busca
Facebook >

Todavia eu me alegrarei no SENHOR;


"Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação" Habacuque 3.17,18


Esse trecho da Palavra de Deus é muito conhecido entre os cristãos, é uma das mais belas orações registrada pelas Sagradas Escrituras, hinos são compostos sobre esses versos, o texto serve de tema para festividades e pregações são embasadas nas palavras do profeta. Mas o que o profeta habacuque estava dizendo nesses versos? Seria somente um belo exemplo de como deveria se comportar o cristão em meio a adversidades?
Certamente existe uma profunda mensagem de Deus nesse trecho do livro do profeta, Habacuque escrevera algo muito profundo, uma oração de um verdadeiro servo fiel que confiaria no Senhor mesmo em meio às tragédias.
Quando ele escreve ( ...ainda que a figueira não floresça... ) estava se referindo à funcão da pasta de figo, extraída da árvore, servia como remédio, para ser colocada sobre as feridas; se esgotasse esse recurso: ainda assim ele se alegraria no Senhor e exultaria no Deus da sua salvação.
Logo em seguida ( ...nem haja fruto na vide... ) o que ele dizia era que, ainda que não houvesse o vinho ,simbolizando alegria: ele ainda se alegraria no Senhor e exultaria no Deus da sua salvação.
Após isso ( ...ainda que decepcione o produto da oliveira... ) fazia referência à luz, à ilumiação que se conseguia através do azeite extraído da oliveira, se o faltasse: ele ainda se alegraria no Senhor e exultaria no Deus da sua salvação.
Mais um pouco ( ...os campos não produzam mantimento... ) se faltasse o alimento, não produzissem mantimentos as cearas: ele se alegraria no Senhor e exultaria no Deus da sua salvação. Por último ( ...ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado... ) se não houvesse como se vestir, pois se fazia roupas de peles, de couro, se não houvess a carne extraída dos rebanhos :ele se alegraria no Senhor e exultaria no Deus da sua salvação.
A mensgem que encontramos de Habacuque para nós é a seguinte: se estiver doente e não houver remédio para que me sare, se em mim existir somente tristeza e eu me encontrar na escuridão, tenha escassez de alimento e esteja nu, todavia eu me alegrarei no SENHOR, exultarei no Deus da minha salvação.
Por que ele dizia assim? Isso contraria vários ensinamentos de algumas doutrinas, segmentos "teológicos" que afirmam que o crente tem que viver em abundância pois Jesus foi rico, seu ministério era bem sucedido financeiramente por isso tinha um tesoureiro, segundo eles o Mestre andava vestido de roupas finíssimas, seu transporte foi um jumentinho e dizem que era o melhor daqueles tempos.
Habacuque orava assim pois sabia que a essência de servir a Deus, como sabemos, não é o ter mais sim o ser, ser perseverante (MC 13.13), ser provado e aprovado como foi Jó e outros (Tg 1.12), ser açoitado, mesmo livre continuar sendo prisioneiro de Cristo ( IICo 11.24,25), ser santo ( I Pe 1.15).
Diante da oração do profeta nós podemos refletir um pouco: como temos orado ? Temos pedido o que é bom aos olhos do Senhor? Será que conseguimos pensar e crer como Habacuque ou nossa fé está no que Deus pode nos dar e não no que Ele é?
Que possamos seguir o modelo de oração que encontramos na Palavra do Senhor, para que seja feita Sua vontade e não a nossa.
"Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados." (II Coríntios 13 : 5)




Em Cristo,


João Paulo

0 comentários:

Postar um comentário